Selecione a página

Solilóquio

Solilóquio

Há muito que não escrevo, por isso, perdoe-me, caro(a) leitor(a), se soo um tanto árido e sombrio.

A sensação de ser um alienígena cuja memória com a localização do Stargate mais próximo, de onde fui jogado nesse planeta por algum motivo que também me foi removido da lembrança só aumenta.

Silhueta humana iluminada pela Lua

Luz e sombras…a complementaridade que me permeia.

Minhas atitudes, pensamentos, comportamentos parecem ser a cada dia mais dissonantes do cotidiano que me parece medíocre. Sempre me julguei diferente, mas essa diferença hoje grita e me ensurdece.

Tratar as pessoas com respeito, independentemente de qual papel assumam, de quais bases sigam, de que práticas apreciem, é interpretado como desconhecimento.

Não utilizar regras universais que não existem, não utilizar alto protocolo, não fazer poesias, não criar uma casa, é considerado sinal de indolência. Soa à maioria como sinal de que não me adapto a hierarquia.

Não me valer de minha experiência como ostentação de valor, não utilizar títulos ao me apresentar, não fazer parte de círculos fechados, não buscar platéias, gera desconfiança sobre minha qualidade ao exercer o papel que escolho.

Não ser arrogante, prepotente, não exigir comportamentos fora de contexto aparenta a muitos um sinal de fraqueza.

Pois que seja então. Não tenho como expressar meu alívio por não fazer parte de nada disso. A sensação de paz e o distanciamento de tantas interações que vejo vazias de real conteúdo é reconfortante.

Mas ela tem um preço. Pois este meu caminho é solitário e deserto. Minhas escolhas me colocam à margem, e meu jeito introvertido e silencioso não ajuda a encontrar semelhantes. Quando cruzo o caminho de algumas boas perspectivas, há sempre detalhes, fatos e expectativas de comportamento que não irei atender, por tudo que já expus acima.

Contudo, prossigo. Tenho acampamentos em vários lugares, e os visito em uma jornada que não cessa. Pois ainda creio que não sou o único extraterrestre perdido nesse planeta. Quiçá seja perene e resistente enquanto ainda for possível.

Deserto compegadas e uma casa de pedra

Em busca de vida no deserto…

Sobre o autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This